ANOTAÇÕES DA BÍBLIA

Onésimo -O escravo fugitivo

Onésimo -O escravo fugitivo

 

Onésimo.jpg 

Esta história encontra-se na bíblia. 

Foi uma carta que o apóstolo Paulo escreveu para seu amigo e irmão em Cristo, Filemom. Foi escrita mais ou menos nos anos sessenta um ou sessenta e dois depois de Cristo. (V.1 e 2 - Paulo, prisioneiro de Jesus Cristo, e o irmão Timóteo, ao amado Filemom, nosso cooperador, e à nossa irmã Áfia, e a Arquipo, nosso companheiro, e à igreja que está em tua casa):
(Áfia = Quem sabe esta é a esposa de Filemom?
Arquipo = Talvez este seja o pastor da congregação ou talvez filho de Filemom.).

Nesta época as culturas romanas, gregas e judaicas eram cheias de barreiras, nas quais a sociedade determinava classes às pessoas e esperava que estas ficassem nos seus devidos lugares. Por exemplo: Homem e mulheres, escravos e livres, ricos e pobres, judeus e gentios, religiosos e pagãos.



Mas a mensagem de Cristo veio para desfazer as barreiras, e Paulo pôde declarar: ”Onde não há grego nem judeu, circuncisão nem incircunsisão, servo ou livre, mas Cristo é tudo em todos,” (Cl. 3:11) 
(Os gentios= nome que designava todas as nações, afora a nação judaica, Isaías 49:6; Romanos 2:14 e 8:29).

Esta verdade que transforma vidas forma o cenário para a carta de Filemom. Paulo escreveu esta carta e mais para Colossos (Cl. 4:7 e 8), e a epístola de Éfesos (Ef.6:21 e 22).

Prefácio, saudação e ação de graças.

(V.3 a7 - A vocês graça e paz, da parte de Deus, nosso Pai, e do Senhor Jesus Cristo. Sempre dou graças a meu Deus, lembrando-me de vocês nas minhas orações, porque ouço falar da sua fé no Senhor Jesus e do seu amor por todos os santos. Oro para que a comunhão que procede da tua fé seja eficaz, no conhecimento de todo o bem que temos em Cristo. Seu amor me tem dado grande alegria e consolação, porque você, irmão, tem reanimado o coração dos santos).

Paulo intercede pelo escravo convertido, Onésimo, que tinha fugido de seu senhor.

A carta a Filemom é um pedido pessoal de Paulo a favor de um escravo, “ONÉSIMO” que pertencia a Filemom. 
Existia uma igreja na casa de Filemom, um membro da igreja de Colossos e amigo de Paulo. É provável que Filemom tenha se convertido na cidade de Éfeso, durante o ministério do apóstolo Paulo nesta cidade, (At.19:10) devido o apóstolo nunca ter estado em Colossos (Cl,2:1).

Onésimo havia fugido da casa do seu senhor, talvez levando consigo algum dinheiro furtado e tomando o caminho de Roma. Converteu-se ali pelo instrumento de Paulo. Paulo estava em Roma em regime de prisão domiciliar. Foi quando o prenderam pela primeira vez.
(V. 8 a 11 - Por isso tendo em Cristo plena liberdade para mandar que você cumpra o seu dever, prefiro fazer um apelo com base no amor. Eu, Paulo, já velho e agora também prisioneiro de Cristo Jesus, apelo em favor de meu filho Onésimo, que gerei enquanto estava preso. Ele antes lhe era inútil, mas agora, é útil, tanto para você quanto para mim.).

O objetivo desta carta:

Paulo queria interceder a favor de Onésimo, e pedir a Filemom que perdoasse o escravo fugitivo. Segundo a lei romana, o furto envolvia a pena capital. Paulo pediu a Filemom que acolhesse Onésimo de volta como irmão em Cristo e até mesmo se ofereceu para restituir o dinheiro furtado.

V.12 a 20:- Mando-o de volta a você como se fosse o meu próprio coração. Gostaria de mantê-lo comigo, para que me servisse nas prisões do evangelho; Mas não quis fazer nada sem a sua permissão,para que o qualquer favor que você fizer seja espontâneo, e não forçado.Porque bem pode ser que ele se tenha separado de você por algum tempo, para que você o tivesse de volta para sempre.. Não mais como escravo; acima de escravo, como irmão amado. Para mim ele é um irmão muito amado, mais para você tanto como pessoa quanto como cristão. Assim você me considera companheiro na fé, receba-o como estivesse recebendo a mim na carne como no Senhor. Assim, pois, se me tens por companheiro, recebe-o como a mim mesmo. Se ele o prejudicou em algo ou lhe deve alguma coisa, ponha na minha conta.
Eu, Paulo, escrevo de próprio punho: Eu o pagarei, para não dizer que você algum benefício de estarmos no Senhor. Reanime o meu coração, em Cristo.

Esta carta é uma perfeita jóia de cortesia, tato, delicadeza e generosidade. O ponto culminante é o comovente apelo a Filemom para acolher Onésimo como “a mim” 


Comunicações particulares. Saudações

V.22 A 24 - Além disso, prepara-me um aposento, porque, graças as suas orações, espero poder ser restituído a vocês. Saúdam-te Epafras, meu companheiro de prisão por Cristo Jesus, Marcos, Aristarco, Demas e Lucas, meus cooperadores.
A graça de nosso Senhor Jesus Cristo seja com o espírito de todos vocês. Amém!
(Epafras =Era um Colossences encarcerado em Roma.
Marcos, Aristarco, Demas e Lucas = Eram colegas de Paulo e amigos pessoais de Filemom).

A Bíblia não nos conta como Filemom o recebeu. Mas podemos deduzir que o escravo Onésimo ao chegar ao portão, todos olhando para ele dizia: Este é o escravo fujão.
Como ele estava acompanhado de Tíquico (pois era ele quem levava a carta. Colossesses4: 7 ) que o conduziu até a onde estavam todos com Filemom.

É assim que o evangelho opera. A história de Filemom, Paulo e Onésimo nos lembram do quanto Deus é capaz de nos perdoar ao pecado.

Aqui Paulo simboliza: Cristo.
Filemom simboliza: Deus.
Onésimo simboliza: eu, você, nós.
Tíquico simboliza: o Espírito Santo.

O escravo Onésimo praticou algo errado, que o fez se separar do seu senhor. Onésimo podia retornar à casa somente porque Paulo estava disposto a pagar pelo crime dele. Nossos pecados nos separam de Deus. Temos a possibilidade de voltar para Ele unicamente porque Jesus se dispôs a pagar pelos nossos pecados.
Cristo, no coração do escravo, levou-o reconhecer o estado de miséria em que se achava e se aceitasse a Jesus Cristo como o seu Salvador sendo assim o resto de seus dias um bom escravo. 
Como Paulo intercedeu a Filemom pelo escravo, Cristo intercede por nós, diante de Deus, nós que fomos escravos do pecado.
Da mesma forma que Onésimo foi reconciliado com Filemom, nós somos reconciliados com Deus, através de Cristo. 
Assim como Paulo se ofereceu para pagar as dívidas de um escravo, Cristo pagou a nossa dívida de pecado. 
Como Onésimo devemos nos voltar para Deus, nosso Mestre e servi-lo.

Nilza Cardoso Clemente - Igreja Missionária Filadélfia

Leia >>>>> JABEZ-Uma virada radical