ANOTAÇÕES DA BÍBLIA

Profeta Obadias

Profeta Obadias

 

Significa: Servo de Jeová. É o menor livro do V. T.

Autor: O profeta é conhecido somente como Obadias, “Servo/adorador de Jeová”. Nenhuma outra informação está disponível a respeito dele.

Data: O fundo histórico da destruição de Jerusalém coloca a data da profecia de Obadias logo após 586 AC, o ano no qual a cidade sagrada foi derrotada pelos babilônios.        A mensagem foi, provavelmente, dada durante o período do exílio de Judá, quando Obadias alerta Edom sobre a vingança de Deus, que estava se aproximando, e assegura a Judá quanto ao contínuo cuidado do Senhor.

Contexto Histórico: As relações entre Israel e Edom foram marcadas pela hostilidade através do período do AT. Quem eram os Edomitas?Leia Gn. 27 Foram formados da família de Esaú, irmão gêmeo de Jacó (que formou a nação de Israel, filhos de Isaque e Rebeca). Lembremos que Esaú e Jacó lutavam desde o ventre. A rivalidade entre eles é marcante. (Gn. 25.22). Deus lavrou a sentença condenatória contra os edomitas, um povo orgulhoso, que com amargura e ressentimento sempre buscavam oportunidades de prejudicar os descendentes de Jacó. Israel e Edom estavam perpetuamente em guerra.

         Descendentes de Esaú, conseqüentemente, se estabeleceram numa área chamada Edom, situada ao sul do mar Morto, enquanto os descendentes de Jacó continuaram em direção à Terra Prometida, habitaram em Canaã e se tornaram o povo de Israel. Com o passar dos anos numerosos conflitos se desenvolveram entre os edomitas e os israelitas. Quando o reino de Judá foi atacado pelos babilônios, (Nabucodonosor) o povo de Edom ficou muito feliz. Salmo 137:7 diz: Lembra-te, SENHOR, dos filhos de Edom Lembra-te, SENHOR do dia de Jerusalém, porque diziam: Arrasai-a, arrasai-a, até aos seus alicerces. Em dias passados Deus tinha ordenado ao seu povo que tratasse bem a Edom (Dt. 23:7 - Não abominarás o edomitas, pois é tua irmã).

           Ao longo do período de cerca de 20 anos (605-586 AC), os babilônios invadiram a terra de Israel e fizeram repetidos ataques à Jerusalém, a qual foi finalmente devastada em 586 aC. Os edomitas viram essas incursões como uma oportunidade para extinguir sua amarga sede contra Israel. Então, os edomitas juntaram-se aos babilônios contra seus parentes e ajudaram a profanar a terra de Israel. Essa amarga rivalidade forma o fundo histórico da profecia de Obadias. Mas agora lhe foi dada a sentença. 

 Tema: A vingança do Senhor. (O grande pecado de Edom)

Os Edomitas ajudaram o exército invasor da babilônia a saquear Jerusalém depois de derrotada. Obadias anuncia que, como punição de tanta maldade, Deus destruirá Edom, e registra a promessa de Deus.

Propósito: Foi demonstrar que as ações de Edom contra Judá seriam punidas, mas que a própria nação de Judá seria glorificada

Conteúdo: Obadias é o menor livro do AT. Ele começa com um título que identifica a profecia como “visão de Obadias” e que atribui o pronunciamento do Senhor Jeová (v.1).


O livro é dividido em duas seções principais.

VS. 1-14 - é endereça a Edom e anuncia sua inevitável queda. Da sua posição de soberba e falsa segurança, Deus irá derribá-lo.

VS 2-4 - A terra e o povo serão saqueados e espoliados, a destruição final e completa.

V. 10- O motivo da condenação- Por quê? Por causa da violência que Edom praticou contra seu irmão Jacó.

A certeza da condenação. Através do profeta Obadias, Edom toma conhecimento do seu castigo.

Porque Edom de regozijou com o sofrimento de Israel e juntou-se com seus atacantes para roubar e violar Jerusalém no dia da sua calamidade. Embora Jacó tivesse enganado Esaú este o havia perdoado. Muitos anos mais tarde esses irmãos resolveram viver longe um do outro.

Edom foi condenada pelo seu orgulho. (v.3.4)

Pela falta de bondade (v.10.11)

Os descendentes de Esaú alimentavam o ódio e praticava a violência contra a semente de Jacó (Gn. 27.41).

V.14 - e porque os edomitas impediram a fuga do povo de Judá e os entregou aos invasores.

 

V.15 -16-A segunda seção principal da profecia reflete sobre o Dia do Senhor

Esse dia será um tempo de retribuição, de colher o que se havia plantado. Para Edom, este é um pronunciamento de perdição. Esse dia será um tempo de retribuição, de colher o que se havia plantado. Para Edom, este é um pronunciamento de perdição

 O caráter da condenação - Diz o profeta:

 “Como tu fizeste assim se fará contigo” (v.15).

 “Ninguém mais restará da casa de Esaú” (V. 18)

          V. 17-20-Mas, para Judá de proclamação de liberdade. Edom será julgado severamente, mas o povo de Deus experimentará a abençoada e gloriosa restauração de sua terra.

        V.21- O monte Sião governará as montanhas de Esaú, e o reino pertencerá ao Senhor

O que aconteceu com Edom:

Cinco anos depois de Nabucodonosor, rei da Babilônia, haver destruído Jerusalém, os edomitas foram expulsos da sua pátria rochosa. Eles foram derrotados pelo mesmo reino babilônico que havia ajudado cinco anos antes, quando Jerusalém foi atacada e vencida. Centenas de anos mais tarde, depois da crucificação de Jesus, os edomitas desapareceram totalmente da história. Obadias também prometeu que a nação de Israel se reergueria novamente e voltaria a possuir não apenas a sua própria terra, mas também as terras da Filístia e de Edom. Israel finalmente se alegrará no reino do Messias (o Salvador).

A capital de Edom era chamada de Petra, que significa “rocha”. A única entrada para esta grande cidade rochosa é através de uma passagem estreita de aproximadamente 1.700 metros de extensão. Em ambos os lados da passagem há paredes rochosas de vários metros de altura.

De acordo com Obadias 1:10 a 14, Deus havia dito que quem tocasse em Israel estaria tocando na menina de seus olhos.

Em Gálatas 6:6 e 7 - E o que é instruído na palavra reparta de todos os seus bens com aquele que o instrui. Não erreis: Deus não se deixa escarnecer; porque tudo o que o homem semear, isso também ceifará. Sempre se cumpre seja numa nação ou numa pessoa: Semear e colher. 

Leia>>>>>Profeta Jonas